"Ele fará com que os corações dos pais se voltem para seus filhos, e os corações dos filhos para seus pais..."Ml 4:6a

Família Pedal 7 - Fone/WhatsApp: (47) 9-9159-3006 Email: familiapedal7@gmail.com - Itajaí-SC - Brasil

Todos os direitos reservados - Família Pedal 7

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Vale Europeu

Desde que começamos a pedalar em família, tínhamos o desejo de fazer o circuito de cicloturismo do vale Europeu. Passamos o ano de 2017 fazendo percursos de um dia, com uma média de 50km, o que preparou toda a família para conseguir nesse ano pedalar no Vale Europeu.

Mesmo com esse preparativo, percebemos que pedalar 50km por 7 dias consecutivos, levando a bagagem de 7 pessoas nas bicicletas, ficaria muito cansativo para as crianças que pedalam em suas bikes e para nós, pais que rebocamos os pequenos.

Em janeiro recebemos o convite dos amigos, Jorge e Denise Andriani, do grupo Bela & Santa Cicloturismo de Itajaí, para fazermos todo o circuito, sendo em etapas separadas com intervalos de mais ou menos um mês por etapa. E essa ideia encaixou perfeitamente conosco, tornando possível vivenciar essa grande aventura em família!

A partir daí, começamos a nos organizar e registramos todos os preparativos, explicando em vídeos como faríamos esse circuito, como transportaríamos nossas bikes no carro e o que levaríamos no pedal.

 

 - Relato do circuito de cicloturismo Vale Europeu – 1ª etapa – Timbó, Rio dos Cedros e Pomerode:

Partimos de Itajaí as 6h da manhã do sábado, dia 17/02/2018, nós 7 em nosso carro carregado com 4 bicicletas + 1 reboque de bike + 1 bike trailer. Juntamente conosco, uma van com 15 cicloturistas (Bela e Santa – Cicloturismo), todos rumo ao Vale Europeu.

Chegamos na cidade de Timbó as 9h e começamos com um delicioso café da manhã na Panificadora das Capitais, para nos dar energias para iniciar o pedal. Seguimos então, ainda de carro, até o restaurante Thapyoka,  o local da inscrição e a compra do passaporte (R$15,00) que deverá ser carimbado nos estabelecimentos comerciais ao longo de todas as etapas, para que, ao final, você ganhe o certificado.

Registramos nossa foto no marco inicial do circuito e a aventura começou!

As 10h começamos a pedalar, onde os primeiros 13km são em asfalto ou calçamento, na sua maior parte em ciclovias.

A primeira parada foi em Rio dos Cedros no restaurante Joana Bella (12km), lá carimbamos os passaportes e fomos recebidos com muita alegria pela família do local, que foi logo nos abraçando, conversando bastante e carinhosamente ofereceu a todos do nosso grupo bananinhas, batata doce e polenta com queijo, uma delícia!!

Seguimos, agora numa área mais rural com casas com estilo arquitetônico da região, ruas de terra bem cuidadas, super tranquilo, quase não cruzamos com carros.

Pedalamos mais um pouco e encontramos uma ponte de madeira muito charmosa (19km), paramos para tirar umas fotos e as crianças brincaram no rio (as crianças amaram!!! Andaram de margem a margem só para ter a emoção de cruzar um rio! (risos) Eles estavam na expectativa de entrarem num rio ou cachoeira...

 

Paramos pela segunda vez com mais ou menos 25km, para comprar água e usar o banheiro (quem tem filho entende - risos).

Até então a altimetria estava bem tranquila, mas as subidas começaram e não paramos mais de subir (risos)... O Arthur e o Nicolas subiram quase tudo pedalando, nem nós pais acreditamos no quanto eles subiram bem, a Cris subiu empurrando quase todo morro (risos) e o Anderson subiu tudo pedalando, mesmo puxando o biketrailer. No começo da descida do morro (30km), o câmbio traseiro da bike do Anderson quebrou e precisamos improvisar para continuarmos até o final, mais 20 km aproximadamente.

Pouco para frente, a bike de nossa amiga Denise furou o pneu, onde nessa parada para arrumar a bike, o Nicolas andando a pé no canto da estrada enquanto esperava a troca do pneu, escorregou e caiu com o joelho nas pedras, e assim estreamos o nosso kit de primeiros socorros. Graças a Deus não foi nada grave, limpamos, fizemos um curativo e voltamos a pedalar.

Seguimos as decidas, e põe decida nisso! (Risos) Precisamos descer bem devagar, por conta do peso dos reboques, que mesmo freando a bike, fazia com que nós deslizássemos com rapidez, mas tudo sob controle.

Logo após, chegamos a uma linda casa alemã, a Casa Siewert, na cidade de Pomerode (35km). Fomos muito bem recebidos, mais uma vez. Tomamos um refrigerante, carimbamos os passaportes novamente, a Elisa ganhou uma tiara alemã da amiga Deyse. Nessa casa mora uma família cujo os anciões são alemães, falam pouco o português, juntamente com filhos e netos. Um deles levou as crianças para verem as galinhas, pintinhos e alimentarem os porquinhos. Que alegria! O Renan ficou todo empolgado e as crianças riam muito ao verem os porquinhos comendo.

Seguimos em frente, e por volta da 17h chegamos ao ponto final desse primeiro e incrível dia (43km).

Antes de voltarmos para casa, tomamos um café da tarde muito bom, na Panificadora Torten Paradise, tradicional na cidade, que delícia!!

Pedalar no Vale Europeu é poder vivenciar a cada pedalada um pouco da história da colonização brasileira na região.

Em resumo, esse foi nosso pedal na primeira etapa do Vale Europeu. Chegamos cansados, mas muito felizes por completar essa etapa.

Em resumo, o Vale Europeu é lindo, nós amamos pedalar, os moradores são muito receptivos e amorosos, o circuito é muito bem sinalizado e seguro, a natureza é espetacular!

Confira abaixo os vídeos de nossa reportagem na TV Record e os preparativos para o Vale Europeu...

Clique aqui para ver o álbum de fotos da primeira etapa!

(Em Breve)